a-garota-no-trem-resenha-livro-blog

Com a promessa de um thriller psicológico, A Garota no Trem, apresenta aos leitores a vida desarrumada de Rachel. Traída e abandonada pelo marido, enxotada de seu emprego e morando de favor com uma amiga, Rachel se afunda cada vez mais no alcoolismo. Sem perspectiva nenhuma, sua única distração é o percurso de trem que ela faz todos os dias, para o seu fictício emprego. 

Em especial ela observa do trem, a vida de um "casal feliz", a vida que ela gostaria de ter. Parece tudo tão perfeito, ela e ele naquela casa linda... Rachel até deu nomes a eles. Mas será que isso tudo é real? Será que a vida deles é realmente perfeita? Rachel descobre da pior forma possível que não, quando 'ela', que na verdade se chama Megan aparece morta e pior, Rachel pode ter envolvimento no caso.

Mas como ela pode ter certeza se, na noite do crime ela tem um de seus apagões homéricos, devido a bebedeira descontrolada. No dia seguinte só sobram uns flashes de memória, uma pancada na cabeça e uma ressaca horrível. E daí por diante Rachel precisa saber, e vai até o fim, para desvendar esse quebra-cabeças, que Paula Hawkins segue arrastando até o desfecho do livro.

Me parece que a ideia da autora era mostrar as dificuldades que enfrentam uma pessoa com alcoolismo e depressão. O quanto podemos se afundar ainda mais, ou deixar o passado no passado e seguir em frente, construindo uma vida nova. Em suma é um livro comovente, quando tratada as questões de instabilidade emocional e acho que posso dizer também, superação. Ilusões criadas a partir de pessoas que exercem grande influência em nossas vidas. Já no quesito suspense/mistério, deixou um pouco a desejar. Mas se você costuma se envolver muito na vida de cada um dos personagens, assim como eu - recomendo sim a leitura de A Garota no Trem.

 

De vazio, eu entendo. Começo a achar que não há nada a se fazer para preenchê-lo. Foi o que percebi com as sessões de terapia: os buracos na sua vida são permanentes. É preciso crescer ao redor deles, como raízes de árvore ao redor do concreto; você se molda a partir das lacunas.

123353674_1GG A GAROTA NO TREM | RESENHA

Título: A Garota no Trem | Autor (a): Paula Hawkins | Editora: Record | Páginas: 378 | Ano: 2015