a-viuva_featured

Um marido amoroso ou um assassino cruel? Depois de vinte anos, só ela poderá dizer.

Há boatos de que Fiona Barton se inspirou no caso real de Madeleine McCann  (a garotinha que desapareceu em Portugal em 2007), para escrever A Viúva. Mas a história contada no livro é mera ficção. De fato, a nova tendência para romances criminais, são de relatos mais realistas, com foco nas minúcias da investigação forense. 

Temos três pontos de vista diferentes, que vão se intercalando também, com a cronologia 2006/2010, ou seja, antes e depois de Jean Taylor se tornar viúva: A Viúva: Jean taylor | A Repórter: Kate Waters | O Detetive Criminal: Bob Sparkes. Em capítulos curtos e bem estruturados, tornando a leitura fácil e rápida. 

 

a-viuva-livro A VIÚVA - FIONA BARTON | RESENHA

Glen Taylor, o marido de Jean morreu em um acidente e agora todos esperam que “A Viúva” finalmente vá contar a verdade. E essa verdade está relacionada, com o desaparecimento de uma garotinha de dois anos, que sumiu misteriosamente do jardim de sua casa, não há corpo e nem provas concretas para que pudessem ter efetuado a prisão do principal suspeito: Glen Taylor. Se passaram quatro anos desde então, e agora ele está morto.

O livro abre com Glen já morto. A viúva Jean Taylor, está sendo entrevistada pela repórter criminal, muito persistente por sinal. Kate Waters oferece a empatia feminina como isca e ao mesmo tempo é implacável em obter depoimentos significativos da viúva. Mas quem está manipulando quem? As afrontas não terminaram com a morte insignificante de Glen. 

O detetive Bob Sparks, também luta de forma inflexível, para desvendar o que realmente aconteceu com a pequena Bella, que agora se tornou tanto pessoal, quanto profissional.

Ao longo da trama, Barton concentra-se na relação simbiótica e desconfortável entre a polícia, a mídia e as vítimas ou testemunhas do crime. Ela usa seu intelecto para detalhar como cada indivíduo lida com uma longa investigação, sem diminuir a tensão/suspense. Evidenciando o pior lado do ser humano. O leitor vai se aprofundando cada vez mais, na mente sombria e comportamento do(a) personagem em questão . A dinâmica dos acontecimentos faz “A Viúva” dar certo, com um desfecho peculiar.

______________________________________

Livro que mais gostei do meu Book Haul de Junho. Detalhes do Livro: A Viúva | Autora: Fiona Barton | Ano: 2017 | Páginas: 304 | Editora: Intrínseca.