book-haul-julho-artigo-literario

Tenho quase certeza, de que esse meu Book Haul vai se arrastar até Agosto. Pois escolhi reler três clássicos espetaculares. Sendo que, só Anna Karenina tem 838 páginas…. Por que escolhi a releitura? Por três motivos:

Eu adoro clássicos;

Faz muito tempo que os li;

E claro, não resisti a essas edições maravilhosas!

 

Mansfield Park | Jane Austen –  Austen mais uma vez nos surpreende com seu olhar mordaz e seus personagens cativantes ao retratar a sociedade inglesa do início do século XIX. Desde pequena Fanny Price vive com parentes ricos em Mansfield Park, em uma bela propriedade no interior da Inglaterra. Inteligente e estudiosa, aproxima-se de Edmund, o único entre seus primos que compartilha sua paixão pelos livros, e passa a nutrir sentimentos profundos por ele. Com a chegada dos Crawford á vizinhança, porém, Edmund apaixona-se pela cínica Mary, e o volúvel Henry Crawford encanta-se por Fanny.

Anna Kariênina | Liev Tolstói – Publicado originalmente em forma de fascículos entre 1875 e 1877, antes de finalmente ganhar corpo de livro em 1877, Anna Kariênina continua a causar espanto. Como pode uma obra de arte se parecer tanto com a vida? Com absoluta maestria, Tolstói conduz o leitor por um salão repleto de música, perfumes, vestidos de renda, num ambiente de imagens vívidas e quase palpáveis que têm como pano de fundo a Rússia czarista. Nessa galeria de personagens excessivamente humanos, ninguém está inteiramente a salvo de julgamento: não há heróis, tampouco fracassados, e sim pessoas complexas, ambíguas, que não se restringem a fórmulas prontas. Religião, família, política e classe social são postas à prova no trágico percurso traçado por uma aristocrata casada que, ao se envolver em um caso extraconjugal.

Laranja Mecânica | Anthony Burgess – Publicado pela primeira vez em 1962, e imortalizado 9 anos depois pelo filme de Stanley Kubrick, Laranja Mecânica não só está entre os clássicos eternos da ficção como representa um marco na cultura pop do século 20 . Meio século depois, a perturbadora história de Alex – membro de uma gangue de adolescentes que é capturado pelo Estado e submetido a uma terapia de condicionamento social – continua fascinando, e desconcertando, leitores mundo afora.

(Esta é uma edição especial de 50 anos em capa dura e impressa em duas cores: preto e laranja – tem vídeo dela no IG do Blog: @lufideliz).