image

CLARISSA: Um Livro Amável que fez parte de minha adolescência.

 

Rio Grande do Sul, 1930

A doce e jovem Clarissa, aos 13 anos se muda do interior para a capital do Rio Grande do Sul e vai morar na pensão da tia Eufrasina (Dona Zina), afim de terminar os estudos e se tornar professora. Ela sente muita saudades da Fazenda em que morava e leva algum tempo para se adaptar ao novo ambiente e as pessoas que também moram na pensão.

 

Mas a curiosidade da menina faz com que ela comece especular sobre os moradores de lá. Nesta nova realidade a inocente Clarissa não imaginava quantas coisas poderia descobrir, como por exemplo: Tônico um menino com deficiência física e Dona Tatá que sofre com as dificuldades do filho. Levinsky, judeu e comunista, está sempre pronto a discutir quando as opiniões são divergentes a sua. A infidelidade de Dona Ondina, para com o marido Sr. Barata. E o músico Amaro, sempre quieto e infeliz; ele tem uma paixão platônica por Clarissa. Entre outros personagens deliciosos que vão fazendo parte de sua nova rotina.

 

Apesar do livro ser narrado em terceira pessoa, as passagens são sempre “acompanhadas” pelo olhar ingênuo de Clarissa. Uma obra agradável em um ambiente suave, detalhados de maneira primorosa.

 
 

“(…)Um dia veio um vento – bom ou mau? – e levou para longe o menino que queria viajar. Ficou para trás a cidade pequenina com todas as suas coisas bonitas e queridas.”

 

Detalhes do Livro

Livro:Clarissa / Autor:Érico Veríssimo / Editora:Globo / Ano:1933 / ISBN:  852500247X / Nº de Páginas:197