saco-de-ossos-resenha-artigo-literario

Em Saco de Ossos, Stephen King retrata a vida de Mike Noonan, um escritor relativamente famoso. Que, consumido pela angústia relacionada a morte da esposa, sofre um bloqueio profissional. Por esse motivo, resolve passar um tempo 'na casa do lago'. Em meio a essa esfera que está vivendo agora, acaba tendo que conviver com processos jurídicos, a paixão e principalmente fantasmas do passado. 

Não é só mais uma história de casa mal assombrada, se é isso que estão pensando. Saco de Ossos ganha uma dimensão quase que épica. Digo isso porque histórias de assombrações, quase sempre, correm o risco de serem repetitivas. Mas King como sempre foi além; nos forçando a refletir sobre as seguintes perguntas: O que sentimos ao perder uma pessoa que amamos? Até que ponto esses sentimentos perturbadores podem fazer com que nossas mentes adentrem em pensamentos caóticos?

O protagonista, um homem que de repente, está entrelaçado em amarguras e solidão. Um amor perdido, amor tão profundo que deixou marcas e segredos. Segredos tão obscuros que nem mesmo a morte conseguiu esconder. Um desfecho chocante... E o motivo que levou ao desencadeamento dessa história toda? Bem, eu só tenho um conselho a lhe dar: deixe preparado um 'livro água com açúcar', porque depois de Sacos de Ossos você vai precisar. 

SACO_DE_OSSOS_1374456988B-1 SACO DE OSSOS - STEPHEN KING | RESENHA

SOBRE O LIVRO

Livro: Saco de Ossos / Autor: Stephen King / Ano: 2006 / Páginas: 392 / Editora: Objetiva